Projeto inovador e avaliação por rubrica

Outra atividade bastante interessante que fomos desafiados a elaborar no curso de MA e TDs foi elaborar um projeto educacional inovador usando as tecnologias digitais e, claro, metodologias ativas. Sabemos que é cada vez mais necessário incorporar as metodologias ativas e as tecnologias digitais às aulas dos mais variados segmentos educacionais. Até mesmo o ensino técnico, cujo conhecimento se volta mais à aplicação prática dos conhecimentos, pode ser realizado de forma mais inovadora aproveitando o perfil dos seus estudantes: adolescentes ágeis no manuseio de recursos tecnológicos.
Por isso, optei por construir uma breve sequência de aulas voltadas para o Ensino Técnico (Técnico em Eletrônica) para o Ensino Médio no modelo de sala de aula invertida (blended ou híbrido) contemplando tecnologias digitais e recursos educacionais abertos (REA).
No conjunto, algumas aulas comporiam uma rota de aprendizagem e, ao longo do curso, seriam várias rotas e todas elas incorporariam as mais variadas tecnologias digitais, como AVA (ambiente virtual de aprendizagem), videoaulas do Youtube, livro-texto em domínio público (REA), textos da internet, simulador online, quiz (formulários Google), mapa conceitual (Coggle, Cmaptools, MindMaps, etc), entre muitas outras.
No decorrer do estudo de cada rota de aprendizagem, o aprendizado dos estudantes poderia ser avaliado por meio de rubrica, cujo exemplo é apresentado a seguir.

Critérios
Níveis de desempenho
Qualificação
Insatisfatório (0,5)
Necessita de apoio (1,0)
Satisfatório (1,5)
Excelente (2,0)
1. Preparação prévia (acesso a indicações para a próxima aula)
Acesso inexistente.
Acesso a quase todos os materiais de estudo sugeridos.
Acesso a todos os materiais de estudo sugeridos.
Acesso a todos os materiais de estudo sugeridos e abordagem deles em sala de aula.

2. Realização das atividades
Não realização.
Realização de quase todas as atividades propostas.
Realização de todas as atividades propostas.
Realização de todas as atividades propostas conscientemente (considerando acertos e erros).

3. Participação e colaboração
Não participou ou não colaborou com os colegas nas atividades individuais ou coletivas.
Participação ativa em quase todas as atividades (individuais e coletivas), e colaboração com os colegas em quase todas as atividades coletivas.
Participação ativa nas atividades (individuais e coletivas) ou colaboração com os colegas nas atividades coletivas.
Participação ativa nas atividades (individuais e coletivas), assim como colaboração com os colegas nas atividades coletivas.

4. Habilidades socioemocionais
Não demonstração de bom relacionamento, de respeito para com os colegas, de administração de tarefas nem de tempo, de criatividade ou na busca de resolução de problemas.
Razoabilidade no relacionamento e de respeito para com os colegas, de administração de tarefas e de tempo, de criatividade, na busca de resolução de problemas.
Exercício de bom relacionamento, ou de respeito para com os colegas, ou de administração de tarefas ou de tempo, ou de criatividade, ou na busca de resolução de problemas.
Exercício exemplar de bom relacionamento e de respeito para com os colegas, de administração de tarefas e de tempo, de criatividade, na busca de resolução de problemas.

5. Alcance de objetivos
Não alcance dos objetivos propostos.
Alcance irregular dos objetivos propostos.
Alcance completo de quase todos os objetivos propostos.
Alcance completo de todos os objetivos propostos.

Total alcançado
2,5
5,0
7,5
10


A avaliação por rubrica permite que a avaliação seja mais objetiva, pois é feita por meio de critérios claros e mais pertinentes para verificar se os objetivos propostos no início foram alcançados com sucesso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aprendizagem Baseada em Projetos (ABP)

Análise da própria prática docente

Os favoritos da internet em um só lugar!